Poesia erótica

27
Set 10

 

A beleza da Rosa Branca

É que ela é branca e rosa

Uma mistura de flores

Sabores e lábios

 

Um Copo-de-Leite

Uma Manga-Rosa

Grande e úmida

Carne suculenta

 

Meu oásis de águas caudalosas

Em que eu me embriago

De joelhos faminto

Matando nossa sede

De arrepios e sussurros

 

E o perfume rosado

Que ela exala

Fica espalhado em mim

Na minha boca, mãos

Rosto, desejo bruto

E não sai mais

É subcutâneo

Impregna na alma

 

A pele rosa da Rosa Branca

Abranda o meu brado

Abraço de pernas grossas

No colo divino da vida

 

Quando ela deita e me mostra

O branco e rosa da Rosa Branca

Que também pode ser morena

Que também pode ser  noite

Que também pode ser rubra

Quando ela se mostra

Meu desejo enrijece

Minha boca saliva

Meus olhos petrificam

Deliciando-se

Com a coisa mais divida

Que esse universo infinito

Conseguiu criar

 

 


 

publicado por Contos do Fritz às 15:58
Temas:

Opah!

Poesia sempre é demais...

Smackk

@vampireska
Vamp a 13 de Março de 2011 às 22:07

Vlw pelo comentário!

Espero que goste dos outros posts!

Bjos

Setembro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
14
15
17

19
21
22
25

26
28
30


Follow DoctorFritz on Twitter
clique e ouça as poesias

pesquise
 
leia os blogs

compre os livros