Poesia erótica

23
Jan 12

 

Falo em tua boca um nome

sujo trêmulo proibido

que ressoa em teu corpo lago

como pedra que se atira

em espelho d’água

 

À margem do teu desejo

brinco animal puro

mergulho fundo

e solto meu cardume

na liberdade dos corpos


publicado por Contos do Fritz às 22:38
Temas:

Gostei muito deste, gosto de poemas curtinhos, como se fossem uma rapidinha com muito prazer, bjs
Samantha Magna a 9 de Junho de 2013 às 19:09

gosto dos curtos, como rapidinhas... mas se puder serem longos, que se estenda o prazer até onde der... bjos

Janeiro 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13

15
16
17
18
19
20
21

24
25
26
27
28

29
30
31


Follow DoctorFritz on Twitter
clique e ouça as poesias

pesquise
 
leia os blogs

compre os livros