Poesia erótica

29
Set 10

 

Sei

Os

 

Bi

Cudos

 

Rosa

Dos

 

Em

 

publicado por Contos do Fritz às 20:44
Temas:

 

O dicionário íntimo

Que guardamos na cabeceira

Do nosso mundo

É cheio de diminutivos:

Putinha

Gostosinha

Gostosinho

Fodinha

Chupadinha

Molhadinha

Rosadinha

Que reduz nosso léxico

Amoroso

Em palavras Tesudas

 

Quando acaba nossa orbita

E nossos corpos celestes

Afastam-se

As bocas trocam os adjetivos

Pelos verbos:

Desejo

Quero

Preciso

Necessito

 

Pessoas conjugadas

Eu

Tu

Só existimos

Entre quatro paredes

 

publicado por Contos do Fritz às 01:54
Temas:

27
Set 10

 

A beleza da Rosa Branca

É que ela é branca e rosa

Uma mistura de flores

Sabores e lábios

 

Um Copo-de-Leite

Uma Manga-Rosa

Grande e úmida

Carne suculenta

 

Meu oásis de águas caudalosas

Em que eu me embriago

De joelhos faminto

Matando nossa sede

De arrepios e sussurros

 

E o perfume rosado

Que ela exala

Fica espalhado em mim

Na minha boca, mãos

Rosto, desejo bruto

E não sai mais

É subcutâneo

Impregna na alma

 

A pele rosa da Rosa Branca

Abranda o meu brado

Abraço de pernas grossas

No colo divino da vida

 

Quando ela deita e me mostra

O branco e rosa da Rosa Branca

Que também pode ser morena

Que também pode ser  noite

Que também pode ser rubra

Quando ela se mostra

Meu desejo enrijece

Minha boca saliva

Meus olhos petrificam

Deliciando-se

Com a coisa mais divida

Que esse universo infinito

Conseguiu criar

 

 


 

publicado por Contos do Fritz às 15:58
Temas:

24
Set 10

 

Primaverou

O botão de Rosa se abriu

E o orvalho noturno

Escorreu

Pingando

Quente no lençol

Escrevendo nossa poesia

publicado por Contos do Fritz às 23:10
Temas:

23
Set 10

 

O gosto do teu gozo é o gosto que

Minha boca procura

Procura manter molhado nos lábios

Teu gemido é o que me faz ouvido

Sinfonia amante de delírio

Teu corpo é a forma que forma meu olhar

Que olha e deleita a deusa que deita

No leito, leitosa e pura

Nossa pele junta

Nós juntos e apertados

Apertando eu lá dentro

Lá dentro de ti eu quero

Ser, e sou... Soul

 

Ainda guardo

O gosto

Daquela tarde

Na boca

 

publicado por Contos do Fritz às 17:28
Temas:

20
Set 10

 

O tempo passa

A vida voa

E a distância que nos marca

Aumenta a saudade em minha boca

 

Eqüidistante é a vontade

Que nossos olhares expressam

Ao fechar da noite

 

publicado por Contos do Fritz às 17:38
Temas:

18
Set 10

 

Do mundo escondidinhos

Bem encaixadinhos

Nós assim sozinhos

Acordaremos os vizinhos!

 

Se o prazer é secreto

Por que demonstra-o

Aos berros?

 

O gemido entrega

E por ele, de regra

Não nos damos trégua

 

publicado por Contos do Fritz às 17:41
Temas:

16
Set 10

 

A distância que tortura o desejo

Produz uma voz em mim

Que na angustia do não tocá-la

Repete sem fim: Quero

 

Abraçar-te Anjo

Quero

Sussurrar em teu ouvido

Quero

Acariciar teu corpo

Quero

Tua pele arrepiada

Quero

Ver o prazer fechar teus olhos

Quero

Fazer parte dos teus momentos

Quero

Beijar teus ombros agora

Quero

Percorrer teu pescoço

Quero

Procurar tua boca

Quero

Depois a língua

Quero

Teu gosto em mim

Quero

Quero

Quero

 

Os quero-queros voam livres pelo som

Que nossos corpos emitem

Quando se tocam

 

E se aninham em minha boca

Esperando pelo próximo

Bater de nossas asas

 

publicado por Contos do Fritz às 17:23
Temas:

13
Set 10

 

Passei a semana toda te procurando pela minha cama

A mão corria só pelo lençol e quando encontrava um ponto

Mais quente puxava-o imaginando seus cabelos

Seus quadris

 

As pernas se enroscavam ao cobertor procurando calor

E os pés se acariciavam numa espécie de incesto lícito

 

Nunca disse tantas bobagens ao travesseiro

Deslizava o rosto e de leve os lábios soltavam

Nossas baixarias e nomes próprios que inventamos

 

Revirava pela cama só para ouví-la gemendo

Roçava minha vontade contra a pele do colchão

E fechava os olhos procurando seu olhar

Em algum lugar de minhas lembranças

 

Respirava mais rápido a procura do seu cheiro

Do cheiro de nossos dias felizes

 

A cama nunca foi tão vazia sem você...

 

 

publicado por Contos do Fritz às 17:04
Temas:

08
Set 10

 

A moça

Calorosa

Pedia

Manhosa

E eu dei

Um dedo

De prosa

Na boca rosa

Pluviosa

 

E ela

Graciosa

Misturava-se à

Minha saliva

Leitosa

 

Que conversa gostosa

Tivemos

 

publicado por Contos do Fritz às 00:41
Temas:

Setembro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
14
15
17

19
21
22
25

26
28
30


subscrever feeds
Follow DoctorFritz on Twitter
clique e ouça as poesias

pesquise
 
leia os blogs

compre os livros