Poesia erótica

02
Abr 10

Na sexta da paixão

Lembro de quantas sextas

Apaixonadas passei

 

Quantas sextas

De paixão falsa

Me trai por tão pouco

E passei ao lado de outro cristo

 

Quantas sextas só

Dormi crucificado na cama

Esperando o escuro do sábado

Para tentar uma mísera aleluia

 

Eu, Judas malhado no poste

Pela multidão arquetípica

Com trinta moedas faço aleluia

Pão, vinho e putas (santa ceia no seio profano)

 

Sou só mais um

Santo do pau oco (e duro)

Tentando uma paixão

De quinta, na sexta

publicado por Contos do Fritz às 14:15

Abril 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
17

19
20
21
23

25
26
27
29


Follow DoctorFritz on Twitter
clique e ouça as poesias

pesquise
 
leia os blogs

compre os livros