Poesia erótica

15
Fev 14

 

puta linda

me abriga na esquina

que a lua brinda

traga meu tempo num cigarro

manchado vermelho

encostada num carro

 

eu e você

puta linda

refletidos no espelho do céu

acima do inferno

queimando nossos corpos

na cama da inquisição

 

puta linda que me despe

das obrigações diárias

todas fingidas

me mostra o caminho que

todos querem mas ninguém segue

que abandono minha carcaça

no meio da estrada larga pela qual sigo

 

cego na multidão

puta linda

me leve pela mão

nessa vida nada fácil

que é ser o que realmente nos interessa

 

 

 

 

publicado por Contos do Fritz às 00:47

Fevereiro 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
11
12
13

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27


Follow DoctorFritz on Twitter
clique e ouça as poesias

pesquise
 
leia os blogs

compre os livros