Poesia erótica

19
Dez 09

O corpo discente não achando decente
Para o ambiente o vestido ardente
Da adolescente atraente
Agiu bruscamente e brutalmente
Deixando a situação inconveniente
Incontrolável, caos aparente.
Antes que alguém a violente
Solicitaram a polícia: “por favor se apresente”
A diligência chegou rapidamente
Levando-a dali velozmente
“vamos sair, antes que alguém lhe arrebente.”


O corpo docente analisando o incidente
Achou melhor ser condescendente
Com a massa acrania e valente
Expulsando a menina apressadamente
Dizendo: “se vestes vulgarmente,
A culpa agora, você que agüente”


A Sra. imprensa, que não discute candidamente
E trata um assunto importante vãmente
Também tem culpa no ocorrente
Difundindo a notícia inadequadamente.


Nós da Universidade, apesar do antecedente
Somos um exemplo, falando moralmente
De instituição, e orgulhosamente
Tomamos a decisão, cuidadosamente
De expulsa-la, por se trajar visivelmente
Fora dos padrões, e estamos crentes
Que foi justa e tomada sabiamente
Porque buscamos um ensino, religiosamente
Correto, e agimos disciplinadamente
E temos que ser sempre complacentes
Pois quem tem que educar tanta gente
Sabe que a razão sempre será do cliente.

 

 

 

A única coisa que não tem fronteiras é a hipocrisia.

 

publicado por Contos do Fritz às 21:10

22
Jan 09

Estudando esta língua, a portuguesa, percebo, em minha face, que a pronuncia de certas palavras proporciona-me reverberações diferentes das palavras provindas da minha, queria e estimada, língua alemã. Passo dias a dizer as mais variadas palavras dessa nova língua, a qual dedico várias horas de estudo, a fim de conhecer cada vez mais o vocábulo lusitano, e tentando descobrir o que me faz aprofundar, cada vez mais, nessa busca por uma resposta sobre todo esse fascínio que tais novas palavras provocam em minha alma.


Depois de tanto pronuncia-las, nos mais variados tons de voz, cheguei à conclusão de qual, dentre todas elas, é mais prazerosa de ser dita. Tal palavra é: xoxota.
Vocês já perceberam como a palavra xoxota é gostosa de ser pronunciada? Se vocês prestarem atenção, toda as vezes que a palavra xoxota é dita, sua boca fica cheia d’água! Isso é um fato, você pode testar agora mesmo, se quiser, claro. Vamos lá, pronuncie em alto e bom som: X-O-X-O-T-A! Inclusive eu, Dr. Fritz, desenvolvi uma teoria sobre essa relação fenomenológica que se da entre a pronuncia dessa palavra e a cavidade oral (boca).


Vamos a ela: Teoria da palavra xoxota


A palavra xoxota é uma trissílaba, e duas delas, as primeiras, possuem a letras “X”, letras essas que são pronunciadas de forma arrastada. Exemplo: “xis”. Todas as vezes que você pronuncia as sílabas que possuem a letra “X”, o ar quente que sai dos pulmões sofre uma pressão maior, pois geralmente, e imperceptivelmente, você faz essa pronuncia com os dentes cerrados e com a língua muito próxima ao céu-da-boca. E, especialmente, nessa palavra, você faz isso duas vezes seguidas (XO – XO), proporcionando um acumulo e pressão ainda maior de ar quente. Quando é pronunciada a sílaba “TA”, o ar frio que circunda o ambiente entra em sua cavidade oral (boca), chocando-se com o ar quente. Nesse conflito de ares acontece uma condensação, fazendo com que o ar vire água. E tudo isso faz com que sua boca fique cheia d’água!


Em homenagem a ela, essa fofurinha, vamos todos em une-sono, numa só voz, dizer em alto e bom som: XO – XO – TA!
Em pesquisas recentemente realizadas, foi descoberta a xoxota mais antiga do mundo, mas também foi uma pena, pois ela morreu e foi enterrada junto com a Dercy Gonçalves.
A xoxota é tão boa que há homens e mulheres que gostam dela! Tem homens que gostam tanto, tanto, tanto, que até querem ter uma no meio das pernas! Mas esse tipo de operação não realizo.


Vamos parar de hipocrisia e saudar, não somente a palavra, mas também o objeto apreciado, pois, como é de conhecimento de todos, sem ela nós não estaríamos vivos!
Muito obrigado, querida (objeto e palavra) xoxota!


Ass: Dr. Fritz

publicado por Contos do Fritz às 00:31

Setembro 2016
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


últimas publicações

O (des)caso Uniban(do)

A mais gostosa

Follow DoctorFritz on Twitter
clique e ouça as poesias

pesquise
 
leia os blogs

compre os livros