07
Mar 14

 

solta a voz

em meu ouvido

gemido

que assalta meu corpo

no topo

do nosso delírio

 

vício

que a gente exalta

salta comigo

do precipício

 

 

 

publicado por Contos do Fritz às 22:42
Temas:

01
Mar 14

 

como uma borboleta

a língua da boceta

repousa na flor de carne

 

o botão da rosa

vermelho espera

que o pólen esperma

na pele se espalhe

e o jardim floresça

 

 

 

publicado por Contos do Fritz às 16:08
Temas:

28
Fev 14

 

ajoelho e oro um sonho em teus lábios

de carne purpura

brilhosa espelho d’água

em minha língua devota

que passeia em teu ponto sensível

 

as ondas de gemidos que se espalham

no ar quente que preservamos

inundam meus ouvidos

a pele pelos poros

embebedando todo meu corpo

lascivo que entorpece o teu

 

em fúria sorvo teu delírio fêmeo

penetro dedos na cavidade lisa

tenho tuas contrações na palma da mão

me sinto um homem gigante

 

 

 

 

publicado por Contos do Fritz às 11:41
Temas:

12
Jun 13

 

Grafa sua boca em meu peito

no leito

feito fera que fere a caça

faça de novo

faça

marca meu corpo torpe

em vermelho

batom no espelho

que escreve um destino




publicado por Contos do Fritz às 04:56
Temas: ,

 

Enfia os dedos longos

e prolonga teus gemidos...

 

Barulhos úmidos

aos meus ouvidos

deixa meu corpo em

delírios




publicado por Contos do Fritz às 04:33
Temas:

09
Jun 13

 

Pau e porra em tua boca

Leoa que ruge e rege

o ato

engole o falo

fato feito

bichos




publicado por Contos do Fritz às 20:12
Temas:

 

Doce grelo

grelo doce

a minha tentação

 

Esfrega geme

afunda molha

desse goza

nesse fosso de tesão

 

Doce grelo

molhado doce

doce tentação




publicado por Contos do Fritz às 16:07
Temas:

01
Jun 13

 

Tudo bem se seremos

nossas fantasias

que ao apagar da luz

dos dias

acontecem

 

Diária luz que ofusca a visão

Diária obrigação que ofusca o desejo

Dia diário que apaga a

noite

que acende

nossos olhos

 

Em pensamento reencontro a

ilusão

porque a

vida é

mesmo só

uma

impressão

 

Só o que sinto é

que pode ser

que seja

real




publicado por Contos do Fritz às 18:58
Temas:

30
Mai 13

 

Aos teus doces

pés

suplico:

que por pena abra

as pernas para

mim apenas que

em tuas águas

termas afogarei

minha

vontade que pulsa

plena

e minha língua

que se move

serena

 

Abra-as apenas

pra mim

as pernas



publicado por Contos do Fritz às 03:48
Temas: ,

 

Beijá-la os

pés e percorrer

as pernas até

encontrá-la

úmida

entre teus

poucos pelos

 

Língua e grelo

gozo e gemidos

nós

dois unidos um

elo




Ouça a poesia

https://soundcloud.com/user655213444/doce-caminho

publicado por Contos do Fritz às 02:38
Temas: ,

26
Mai 13

 

Em teu brilho interno me deleito

e no leito entre panos peles apertos

fico perto de tocar no eterno

 

Leitoso explodo entre os lábios

e unidos ficamos

úmidos




fotos: @Doce_Camille


publicado por Contos do Fritz às 15:59
Temas: ,

31
Mar 13

 

Atados a

o pecado leve

gozo

meu em tuas maçãs

 

Branca se amarra

em nós

juntos




publicado por Contos do Fritz às 15:44
Temas:

14
Out 12

 

Toca com a mão o teu desejo

mela-a

e leva até minha boca

 

Esfrega o grelo

o orgulho e

escorrega os dedos para

dentro e lá do fundo

me traz tuas vontades

 

Beijo teus pés em devoção

aos teus gemidos

ao barulho úmido do atrito

 

Vidro os olhos

acompanhando teus contorces

arrepios em pele

 

Falo e me debruço

em teu busto

entre espasmos despejo

em teu rosto

eu líquido

leitoso e denso

que alimenta o momento

de troca

de vida

 



foto: @docinholly 

publicado por Contos do Fritz às 19:19
Temas: ,

17
Jul 12

 

Em sua boceta molhada

o grelo doce aguarda

um toque íntimo

uma língua solícita

 

A auréola angelical salta

anjo sem asas que voa

pelos lábios

pelos toques

pelos tempos

 

As procuras se espalham:

dedos procuram becos

bocas procuram bicos

ouvidos procuram falas

falos procuram fossos

corpos procuram gozo

 

Em seu dorso encosto meu peito

que bate cadenciado

um coração que sempre quer

mais

 

publicado por Contos do Fritz às 02:13
Temas:

07
Jul 12

 

Voa o gozo

da nossa brincadeira

 

Uma Via Láctea inteira

derramada em seu rosto

 

Passa o dedo e sente o gosto

do liquido denso

 

Me engole num gole

e me deixa suspenso

 

Lambe a glande

e me faz grande

como todo homem deve se sentir

 

 


publicado por Contos do Fritz às 23:09
Temas:

27
Jun 12

 

Deitada na cama

à espreita me olha

de lábios abertos vermelhos

e fruto molhado

Grelo a espera do toque

 

No tom branco da sua pele

vejo o infinito que corre ao encontro

esqueço o que possa ser tempo

e me acabo

estrangulando o desejo

e o pouco que sou

 

 


publicado por Contos do Fritz às 02:18
Temas: ,

08
Jun 12

 

Na linha do horizonte

infinita

belo monte rosa carne

nasce sol

 

Morro

entre teus lábios

 

Caudalosas tuas águas

que desaguam em minha língua

Desbravo a mata

e mato meu desejo

 

Deito-me em paz ao teu lado

e escuto o som do mar

em tua concha em êxtase

 

 


publicado por Contos do Fritz às 14:51
Temas:

12
Abr 12

 

I

 

Fera e fria

santa e soturna

Mãe e rainha

freira e puta

 

O pecado é uma fruta que te apodrece

quando não é consumida

 

 

II

 

O pecado consome

quem não o consome

 

Comida a fruta

saciada a fome

o pecado some


 

 


publicado por Contos do Fritz às 05:13
Temas:

10
Abr 12

 

De quatro e molhada

de costas para o mundo

e eu de frente para o mundo

confronto-o

 

Meu mundo falo duro

que rompe o silêncio

que abre as carnes

que desliza mundo adentro

que faz tua boca abrir

faz as cordas gemerem

que faz astros nos olhos brilharem

e que faz dos mundos

meu e teu

um mundo único

 

Corpos celestes em choque

 

 


publicado por Contos do Fritz às 14:38
Temas:

09
Abr 12

 

In the black eyes of the Queen

Lives my dream...

 

 

for a angel, for @BelladonnaENT

 

 

publicado por Contos do Fritz às 14:19
Temas: ,

23
Jan 12

 

Falo em tua boca um nome

sujo trêmulo proibido

que ressoa em teu corpo lago

como pedra que se atira

em espelho d’água

 

À margem do teu desejo

brinco animal puro

mergulho fundo

e solto meu cardume

na liberdade dos corpos


publicado por Contos do Fritz às 22:38
Temas:

22
Jan 12

 

Um desejo latente

uma mente que planeja

o prazer

 

Escondidos entre a multidão circulam

executivos amantes

religiosos sádicos

legisladores voyeurs

professores masoquistas

profissionais do nada em busca

de algum sentido

 

A união formal é uma invenção

moral

que não vale

em nosso jogo

 

A pele prevalece

num mundo de papéis

sem valor

 

Dispa-se

coloque sua máscara

suba no palco

nosso show vai começar

 

 

@FabiCasada

publicado por Contos do Fritz às 20:22
Temas: ,

14
Jan 12

 

O que eu quero é simplesmente querer como me quer

te pegar com fome

com a mesma fome minha

 

Saudade daquele beijo que pode machucar... sabe?

é sim

é isso que é bonito e

é o gás para tudo o mas

o mais

 

Aquele pelo

apelo

pego pelos cabelos

que quase corta os lábios

 

Aquele abraço indo

para a cama

para não largar mais

(poesia? Então vai)

indo para cama

para não largar mais

nem nesse antes

muito mesmo no durante

nem no depois

digo, muito menos

a força

o tapa

o seu pau no meu rosto...

é só parte desse abraço

desse contato

dessa necessidade

dessa falta

 

Você me grudar

me esfregar esse seu pau

eu te afogar nos meus seios

é tudo uma cosia só...

 

Nada pensado nada

orquestrado

só uma necessidade

vontade

uma consequência

tanto de um sentimento quanto de carne

carne mesmo, verdade

não se pode negar

a carne pede contato

toque

esse amasso...

essa fricção...

fricção...

me fazer gozar gostoso

 

 

*texto escrito pela madrugada, de autora anônima.

publicado por Contos do Fritz às 11:58
Temas:

10
Dez 11

 

I

 

Um sol que nasce num horizonte bélico

nossa guerra de sentidos

 

II

 

Te beijo onde o sol não bate

te penetro onde amor não entra

 

III

 

Mar em fúria contra as pedras

bate

 

 


publicado por Contos do Fritz às 12:27
Temas:

03
Dez 11

 

Minha felicidade mora

entre tuas pernas

compasso aberto que circunda

a lua em delírio

 

Constelação em gozo

de gâmetas cometas

que cruzam teu universo

em contração

 

publicado por Contos do Fritz às 18:04
Temas:

20
Nov 11

 

Sexo ocasional

habito normal

Não há nexo

no que é animal

publicado por Contos do Fritz às 03:42
Temas:

31
Out 11

 

Brota a vida

Começo da estrada

Viva xoxota

 

 

 

 

publicado por Contos do Fritz às 12:56
Temas:

13
Out 11

 

Corre o sangue corre e enche

rente o falo fala quente

sente a pele molhada

arrepiada olha escorrendo salgado

o suor

o desejo em estado líquido

o animal puro

que somos

 

publicado por Contos do Fritz às 23:59
Temas:

01
Out 11

 

Num barco sem velas, sem norte

só com o desejo, navego a deriva

sem sorte, guiado pelas estrelas

leitosas ladies da noite

 

Amar moroso no mar revolto

a correnteza me arrasta à areia

a água está viva entre as fendas

frestas e pedras, carne

 

Vênus brilha e baila

suores salinos misturam-se

As Três Marias sacrificam astros menores

bacantes rasgam o céu e bebem seu sangue azul

meu corpo flutua entre espumas

pelas mãos dos mitos é oferecido

e entregue às sereias e aos signos

que ao nascer do sol se deitam

em meu peito

 

Anoitece novamente

e os sinais dos rituais resplandecem

na imagem do Cruzeiro

ao sul de nossos pensamentos

 

 


publicado por Contos do Fritz às 15:42
Temas:

21
Set 11

 

O cheiro doce e úmido da pele tua

nua que espera o toque quente

rente e íntimo que aumenta o ritmo

num átimo, do corpo, da pulsação

 

Fricção animal sobre a cama

dama da sociedade que revira puta

luta com o macho pelo prazer

fazê-lo acontecer no quarto

 

O ato final do filme, o gozo

no fosso dilatado e úmido

unido ao falo agora contraído

caído, satisfeito, em paz

 

Jazem os amantes na oca oca

e as bocas dividem num ataque

o acre gosto contido

nos fluídos, no que sobrou de nós

 

publicado por Contos do Fritz às 02:19
Temas:

03
Set 11

 

O arrepio na pele

de uma fêmea faminta

 

um desenho um adorno

cor corpo contorno

menina divina

caçadora entre os teus

 

Domadora dançarina

Chris x-tina

a escolhida por Deus

 

 

Chris Lima
Fotografia
Luiz Aguiar - @laguiar
publicado por Contos do Fritz às 02:40
Temas: ,

26
Ago 11

 

Vitória

virgem viva

ventre

veludo

 

Vulva vadia

vagina valente

veemente volumosa

viscosa voraz

vital

 

Vaca vulgar

víbora volúvel

vodka vagabunda

valsa vã

varão vassalo

vilã viciada

 

Vênus

verão vivo

vale verde

vista vasta

viagem voluptuosa

 

Vinho velho

verso

valor

 

Vida

publicado por Contos do Fritz às 14:27
Temas:

22
Ago 11

 

A noite se abria no movimento de suas pernas 

grossas pecaminosas infinitas

e o brilho morto das estrelas

emolduravam teu corpo lascivo e jovem

 

Que saudades que tenho da minha puta

 

Suas mãos corriam até mergulharem

lábios seios sexo

que me exibia liso e rosa carne

querendo quente pulsando

expulsando todo o frio e a derrota

 

Que saudades que tenho da minha puta

 

Suas coxas apertavam e espremiam

o gozo

que sobrava em seus olhos

que me mostrava entre os dedos

que lambia satisfeita

que alimentava o pouco que éramos

 

Que saudades que tenho da minha puta

 

Que sonora gemia fêmea

que linda contorcia-se fêmea

que satisfeita ofegava fêmea

e enchia meus escravos ouvidos

com sons úmidos de fêmea

 

Que saudades que tenho da minha puta

 

Era um mundo construído

e constituído de vontades animalescas

que faziam meu sangue pele correr

percorrer pelos meus rios e mares

até alagar o deserto e o homem que sou

 

Que saudades que tenho da minha puta

 

Mas no ordinário passar dos dias

nosso jogo não teve mais vitórias

monótonos sucumbimos ao banal

e derrotados

desistimos do poder lúdico

que proporcionávamos aos nossos restos

 

O solitário e sujo tempo venceu

 

Que saudades que tenho da minha puta

que partiu...

publicado por Contos do Fritz às 15:37
Temas:

19
Ago 11

 

Entre panos e apelos

pedidos e peles

peço em teus lábios ávidos

desejo entre pêlos e entro

 

Dentro desnudo

mudo quente mundo

rente profundo querer

 

Crer que posso tê-lo

esparramo em teu pêlo

novelo

meu prazer

 


publicado por Contos do Fritz às 14:25
Temas:

07
Jul 11

 

Corpo de curvas

que aos olhos não turva

fêmea propícia

ao amor e malícia

 

O homem se curva

aos teus pés a carícia

na cama desnuda

Loira delícia

 

 

à @loira_delicia

publicado por Contos do Fritz às 17:17
Temas:

20
Jun 11

 

O tempo todo

desejo

beijo beijo beijo

mordo

motejo

 

depois

fodo fodo fodo

gozo

festejo

 

O amor morto

descansa em meu peito

feito

do jeito

que o diabo gosta

 

publicado por Contos do Fritz às 00:18
Temas:

10
Jun 11

 

Eu falo

em tua boca

 

De gole em gole

engole

meu mundo

publicado por Contos do Fritz às 15:00
Temas:

13
Mar 11

 

Se todas as Rosas fossem como a tua

Carne leve

Orvalho quente que nasce da noite

E não esfria na manhã

Escorre pelo caule e faz a grama arrepiar

 

Se todas me apertassem assim

Só com desejo, sem espinhos

Estrangulamento doloso e sem crime

 

Se todas tivessem o cheiro a tua

Cheiro que me puxa

Enche minha boca d’água

Faz a língua correr livre e de olhos fechados

 

Se todas as Rosas fossem assim...

Valeria à pena ter um jardim.

 

Todas as outras viraram

Erva-daninha

Depois que a tua

Virou minha.

 

 

publicado por Contos do Fritz às 22:53
Temas:

18
Dez 10

 

Então me morde

Morde meu ombro e beija

Beija meu pescoço e acerta

Acerta a minha boca

Na certa de que é tua

 

Arranha minhas costas

Usa tuas unhas pintadas de vontade

Olha em meus olhos, bêbados de você:

Vinho do porto, ora vinho barato (meu barato)

 

E no ato ata-me...

Entre pernas e suor

Somos sussurros e urros

Animais puros

 

Depois deite ao meu lado

Contaremos as estrelas que se abriram a nós

Campo celeste de luz leitosa

E riremos da Lua voyeur que se masturbava

Ao som do nosso amor

 

Amor que ecoa

Contamina

O universo todo...

 

No revezamento diário e eterno

Dos astros

Deita-me no teu hoje

Acorde-me no teu amanhã

Até o final dessa minha vida quase terrestre

 

 

P.S.: sim, você me inspira muito...

publicado por Contos do Fritz às 00:29
Temas:

23
Nov 10

 

I

 

O tédio da tarde arde no peito covarde

Dentes ardentes deslizam a saliva

No viço de teu corpo

Mastigam a lasciva do teu suor

E desmaiam nas gostas do teu desejo.

 

Ensejo de vida viva entre as pernas

Penas futuras que não ligamos de pagar por pecar

 

Tédio que se apaga no fogo

Que nasce quanto toco você...

 

II

 

Geme maltrata invade

Volta, revolta e não suporta

Bate à porta torta

E em mim faz reviravolta

 

Solta alma calma na cama e ama...

Tua lasciva agarra meu furor!

 

Volto-me a mim

Debruçada em teu gemido de amor

 

 

Escrito por @DomadoraDeCorno e @DoctorFritz


publicado por Contos do Fritz às 19:07
Temas:

17
Nov 10

 

O Novo

O Alimento

O Verbo

O Beijo

A vida começa na boca

 

(quando a boca cala a alma grita)

 

publicado por Contos do Fritz às 11:14
Temas:

01
Nov 10

 

Quando ela vem sou todo festa:

 

Meus olhos vidram e mergulham nos seus

A boca quer a boca que me beija também

As mãos correm alegres crianças que descobrem brincadeiras

O sangue corre para o desejo

Coração acelerado que denuncia

O corpo quer corpo

 

Não há como disfarçar num momento desses...

publicado por Contos do Fritz às 19:43
Temas:

16
Out 10

 

Ah, meu Anjo Diabólico!

Musa minha Norminha

Prazeres Secretos...

 

A Teka bi (e daí?)

 

Mulher de quatro é bom!

De Quarenta é melhor ainda

 

Ai de mim

Se não fossem as musas

Para alimentarem minhas ilusões

Até o próximo beijo...

 

O que seria desse pobre espírito

Incorporado nesse verme

Intitulado Doutor...

 

 

Às:

@AngelikeD @teka_bi @SecretoPrazer @MusaNorminha @_mulherde40

publicado por Contos do Fritz às 03:12
Temas: ,

29
Set 10

 

Sei

Os

 

Bi

Cudos

 

Rosa

Dos

 

Em

 

publicado por Contos do Fritz às 20:44
Temas:

 

O dicionário íntimo

Que guardamos na cabeceira

Do nosso mundo

É cheio de diminutivos:

Putinha

Gostosinha

Gostosinho

Fodinha

Chupadinha

Molhadinha

Rosadinha

Que reduz nosso léxico

Amoroso

Em palavras Tesudas

 

Quando acaba nossa orbita

E nossos corpos celestes

Afastam-se

As bocas trocam os adjetivos

Pelos verbos:

Desejo

Quero

Preciso

Necessito

 

Pessoas conjugadas

Eu

Tu

Só existimos

Entre quatro paredes

 

publicado por Contos do Fritz às 01:54
Temas:

27
Set 10

 

A beleza da Rosa Branca

É que ela é branca e rosa

Uma mistura de flores

Sabores e lábios

 

Um Copo-de-Leite

Uma Manga-Rosa

Grande e úmida

Carne suculenta

 

Meu oásis de águas caudalosas

Em que eu me embriago

De joelhos faminto

Matando nossa sede

De arrepios e sussurros

 

E o perfume rosado

Que ela exala

Fica espalhado em mim

Na minha boca, mãos

Rosto, desejo bruto

E não sai mais

É subcutâneo

Impregna na alma

 

A pele rosa da Rosa Branca

Abranda o meu brado

Abraço de pernas grossas

No colo divino da vida

 

Quando ela deita e me mostra

O branco e rosa da Rosa Branca

Que também pode ser morena

Que também pode ser  noite

Que também pode ser rubra

Quando ela se mostra

Meu desejo enrijece

Minha boca saliva

Meus olhos petrificam

Deliciando-se

Com a coisa mais divida

Que esse universo infinito

Conseguiu criar

 

 


 

publicado por Contos do Fritz às 15:58
Temas:

24
Set 10

 

Primaverou

O botão de Rosa se abriu

E o orvalho noturno

Escorreu

Pingando

Quente no lençol

Escrevendo nossa poesia

publicado por Contos do Fritz às 23:10
Temas:

23
Set 10

 

O gosto do teu gozo é o gosto que

Minha boca procura

Procura manter molhado nos lábios

Teu gemido é o que me faz ouvido

Sinfonia amante de delírio

Teu corpo é a forma que forma meu olhar

Que olha e deleita a deusa que deita

No leito, leitosa e pura

Nossa pele junta

Nós juntos e apertados

Apertando eu lá dentro

Lá dentro de ti eu quero

Ser, e sou... Soul

 

Ainda guardo

O gosto

Daquela tarde

Na boca

 

publicado por Contos do Fritz às 17:28
Temas:

20
Set 10

 

O tempo passa

A vida voa

E a distância que nos marca

Aumenta a saudade em minha boca

 

Eqüidistante é a vontade

Que nossos olhares expressam

Ao fechar da noite

 

publicado por Contos do Fritz às 17:38
Temas:

18
Set 10

 

Do mundo escondidinhos

Bem encaixadinhos

Nós assim sozinhos

Acordaremos os vizinhos!

 

Se o prazer é secreto

Por que demonstra-o

Aos berros?

 

O gemido entrega

E por ele, de regra

Não nos damos trégua

 

publicado por Contos do Fritz às 17:41
Temas:

16
Set 10

 

A distância que tortura o desejo

Produz uma voz em mim

Que na angustia do não tocá-la

Repete sem fim: Quero

 

Abraçar-te Anjo

Quero

Sussurrar em teu ouvido

Quero

Acariciar teu corpo

Quero

Tua pele arrepiada

Quero

Ver o prazer fechar teus olhos

Quero

Fazer parte dos teus momentos

Quero

Beijar teus ombros agora

Quero

Percorrer teu pescoço

Quero

Procurar tua boca

Quero

Depois a língua

Quero

Teu gosto em mim

Quero

Quero

Quero

 

Os quero-queros voam livres pelo som

Que nossos corpos emitem

Quando se tocam

 

E se aninham em minha boca

Esperando pelo próximo

Bater de nossas asas

 

publicado por Contos do Fritz às 17:23
Temas:

13
Set 10

 

Passei a semana toda te procurando pela minha cama

A mão corria só pelo lençol e quando encontrava um ponto

Mais quente puxava-o imaginando seus cabelos

Seus quadris

 

As pernas se enroscavam ao cobertor procurando calor

E os pés se acariciavam numa espécie de incesto lícito

 

Nunca disse tantas bobagens ao travesseiro

Deslizava o rosto e de leve os lábios soltavam

Nossas baixarias e nomes próprios que inventamos

 

Revirava pela cama só para ouví-la gemendo

Roçava minha vontade contra a pele do colchão

E fechava os olhos procurando seu olhar

Em algum lugar de minhas lembranças

 

Respirava mais rápido a procura do seu cheiro

Do cheiro de nossos dias felizes

 

A cama nunca foi tão vazia sem você...

 

 

publicado por Contos do Fritz às 17:04
Temas:

08
Set 10

 

A moça

Calorosa

Pedia

Manhosa

E eu dei

Um dedo

De prosa

Na boca rosa

Pluviosa

 

E ela

Graciosa

Misturava-se à

Minha saliva

Leitosa

 

Que conversa gostosa

Tivemos

 

publicado por Contos do Fritz às 00:41
Temas:

26
Ago 10

 

De quatro se põe a amante

E eu ante ao corpo delirante

Imponente inundo seu fosso

Renascendo em cada gozo

 

Morosos deitamos juntos

Vendo como o mundo

Moribundo soa dissonante

Comparado ao instante

Que dura pouco segundos

 

Uma explosão de delírios

Nos faz esquecer os martírios

Que nas ruínas do ser se abrigam

E edificam uma falsa certeza

De que essa coisa é de nossa natureza

 

Ah... Que bem que faz o ato

Um momento que esquecemos do fato

De que essa sociedade banal

Só nos deixou isso de nossa origem animal

 

publicado por Contos do Fritz às 13:26
Temas:

03
Ago 10

 

Recebi este poema por e-mail e achei bem interessante:

(estou postando conforme recebi)

 

 

POEMA DA FODA

Neste Brasil imenso
Quando chega o verão,
não há um ser humano
Que não fique com tesão.

É uma terra danada,
Um paraíso perdido.
Onde todo mundo fode,
Onde todo mundo é fodido..

Fodem moscas e mosquitos,
Fodem aranha e escorpião,
Fodem pulgas e carrapatos,
Fodem empregadas com patrão.

Os brancos fodem os negros
Com grande desprendimento,
Os noivos fodem as noivas
Muito antes do casamento.

General fode Tenente,
Coronel fode Capitão.
E o presidente da República
Vive fodendo a nação.

Os freis fodem as freiras,
O padre fode o sacristão,
Até na igreja de crente
O pastor fode o irmão..

Todos fodem neste mundo
Num capricho derradeiro.
E o danado do
Dentista
Fode a mulher do Padeiro.

Lula depois de eleito se tornou um fudedor
Fode a Marisa, o PT e até o trabalhador,
O senador fode o deputado
Que fode o eleitor.

Parece que a natureza
Vem a todos nos dizer,
Que vivemos neste mundo
Somente para foder.

E você, meu nobre amigo
Que agora está a se entreter,
Se não gostou da poesia
Levante e vá se foder!

Autor
Desconhecido - Também pudera, se fosse conhecido, tava fudido!


publicado por Contos do Fritz às 14:43
Temas:

Setembro 2016
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


subscrever feeds
Follow DoctorFritz on Twitter
clique e ouça as poesias

banner do Frtiz
Image and video hosting by TinyPic
pesquise
 
leia os blogs

compre os livros